NewsLetter:
 
Pesquisa:

Eugênio Colonnese sofre derrame e é internado
Por Marcio Baraldi
23/06/2008

O Mestre dos Quadrinhos nacionais e um dos maiores nomes do ramo no mundo, Eugênio Colonnese, sofreu, há alguns dias, um AVC em sua residência, em Santo André (SP). Levado às pressas para o Hospital Itacolomy, em São Bernardo, Colonnese felizmente passa bem. O artista passa por uma série de exames de rotina e, segundo os médicos e familiares, deve receber alta em uma ou duas semanas. Mesmo assim, foi um susto digno das historias de terror que o Mestre tanto desenhou.

Para quem quiser visitar o Mestre e levar-lhe um pouco de conforto e solidariedade, o endereço do Hospital Itacolomy é Av. Lucas Nogueira Gracez, 450 – Centro (próximo à prefeitura de São Bernardo-SP), quarto 312. O horário de visitas é todo dia das 10h às 20h. Recomenda-se ligar antes para confirmar. O telefone direto do quarto de Colonnese é (11) 4122-8359. O Mestre está ansioso por receber ligações ou visitas dos amigos e colegas do ramo. Mestre Eugênio Colonnese pode ser considerado o Jack Kirby brasileiro, pois sempre foi dono de um estilo particularíssimo, polivalente e inovador. Criou inúmeros personagens de vanguarda como o Morto do Pântano (muito antes do Monstro do Pântano, da DC, e do Homem-Coisa, da Marvel), a vampira Mirza (antes da Vampirella, da Warren) e muitos super-heróis (baseados em heróis americanos) que fizeram sucesso nos ufanistas anos da ditadura militar. Colonnese também ilustrou dezenas  de livros escolares nos anos 60 e 70. Se você já passou dos trinta com certeza estudou com os livros ilustrados por ele.

Enfim, Colonnese sempre foi extremamente prolífico e fez milhares de páginas de Quadrinhos de todos os gêneros: erótico, faroeste, humor e, claro, de terror, gênero no qual se consagrou ao lado de seu "irmão de tintas" Rodolfo Zalla, outro Mestre absoluto do gênero! E o que é melhor, aos 78 anos de idade, Colonnese ainda não conheceu o menor sinal de decadêa artística, pois é um dos raros artistas que conseguiu melhorar seu traço sem parar e atualmente está desenhando melhor que nunca, num nível técnico e gráfico que só mesmo os grandes mestres atingem. Todo quadrinhista brasileiro deve algo para este verdadeiro euGÊNIO das HQs mundiais, por isso não fique aí parado. Ligue já para o Mestre e pague sua dívida com, no mínimo, algumas palavras de ânimo e amizade. Volte logo pra prancheta, Mestre! A Mirza está triste, louca de saudades do seu pescocinho!...

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web