NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Máscara Noturna #3
Por Leonardo Santana
13/08/2007

Com o lançamento de sua terceira edição, o Máscara Noturna, personagem criado e escrito por José Salles e desenhado, neste número, por Emmanuel Thomaz, parece ter conseguido atingir todo o seu potencial e maturidade na excelente história intitulada No limite. Nessa história, vemos o policial Rick Lee, condenado por uma maldição que o faz jorrar um hálito flamejante que consome mortalmente quem é atingido por ele, passando por duas situações que definem, com precisão, toda a essência de sua personalidade, de sua conturbada vida e da maneira precisa com que José Salles vem contando suas aventuras.

Para entender melhor o que é o Máscara Noturna é preciso dizer que ele foge, com louvor, a tudo o que esperamos de uma História em Quadrinhos. O Máscara Noturna é uma história de super-herói. Mas também não é. É uma história de terror. Mas também não é. É uma história de sexo explícito. Mas também não é. É um drama. Mas também não é. Mas o melhor de tudo, é que José Salles consegue misturar todos esses elementos tão díspares e difíceis de se juntar, com unidade, competência e de forma crível. Nesse terceiro número, o Máscara Noturna deixa de ser mais um super-herói atormentado para ser Quadrinhos adultos da melhor qualidade. Nos outros dois números, havia uma irregularidade entre o roteiro, como se José Salles ainda estivesse testando as possibilidades do personagem, e os desenhos, que começaram cartunizados e passaram pelo realista, mas ainda sem a alcançar o seu melhor potencial. Mas este número 3 é um verdadeiro primor.

E um fator a mais que torna a leitura de Máscara Noturna #3 ainda melhor é a arte do promissor Emmanuel Thomaz. Ele possui um traço excelente e adiciona toda a adrenalina e emoção que a narrativa necessita. Talvez, com uma arte-final mais limpa, pudéssemos apreciar ainda mais a beleza de suas ilustrações. Mesmo assim, é impossível não gostar de imediato de seus desenhos e do seu estilo. No Máscara Noturna não há espaço para sutilezas: é violência, sofrimento, sexo e morte. Tudo isso misturado num roteiro excelentemente amarrado e com desenhos cada vez melhores. Quadrinhos Adultos de verdade como há muito não se via. E, se continuar com esse nível, o Máscara Noturna irá se tornar um dos melhores personagens nacionais dos últimos tempos. E eu mal posso esperar para ler suas próximas histórias.

 Veja também:

Resenha: Meteoro Comics

Lançamento: Máscara Noturna #3

Resenha: Artlectos e Pós-Humanos #2

Preview: Meteoro Comics

Lançamento: Raio Negro - Super-Herói #3

Lançamento: O Gaúcho #1

Lançamento: Tormenta #1

Lançamento: Raio Negro – Super Herói #2

Lançamento: Raio Negro – Super Herói #1

Como foi: lançamento de A mosca no copo de vidro e outras histórias

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web