NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Vampiros do Rio Douro – Vol. 1
Por Cadorno Teles
17/07/2007

André Vianco
, com certeza é um nome já bem conhecido para muitos dos leitores do Bigorna.net, mas para quem não conhece, André é um escritor que conquistou o seu lugar com obras sobrenaturais que misturam terror, suspense, fantasia e romance em histórias que geralmente envolvem o tema "Vampiros". Uma revelação que deste o ínicio desse século é um sucesso de vendas e continua crescendo no gosto popular em todo o Brasil.

Um storyteller brasileiro aos moldes de Stephen King, que o inspirou, André é um exemplo para muito dos jovens escritores brasileiros que desejam publicar seu primeiro livro: no ano de 1999, após ser despedido de seu emprego, utilizou o seu FGTS para produzir 1000 cópias de seu primeiro best-seller, Os Sete. Nos dois anos seguintes, promoveu seu livro em livrarias e editoras, até que a editora Novo Século se interessou por seu trabalho e formaram uma parceria que está gerando e proporcionando mais livros e uma obra que está sendo gradualmente ampliada. Com narrativas passadas no sul do Brasil e no Estado de São Paulo, o autor faz um misto de terror e aventura onde vampiros portugueses são os protagonistas.

Livros como Os Sete e Sétimo possuem uma narrativa simples, com forte apelo e plasticidade para as Histórias em Quadrinhos, algo que agora se torna realidade. O mais novo lançamento de Vianco é uma HQ, Vampiros do Rio Douro – Vol. 1 (Novo Século, 64 págs., R$ 29,90), com desenhos de Rodrigo Santana, que contará como surgiram os sete vampiros lusitanos (Inverno, Tempestade, Lobo, Espelho, Acordador, Gentil e Sétimo) na Portugal misteriosa do século XIV, que com seus poderes sobrenaturais, além dos normais vida eterna, força e velocidade sobrenaturais de tantas outras obras do gênero, mostraram que vieram para ficar em nosso território.

A publicação será bimestral, sempre em capa dura, e em acabamento primoroso, contudo esperamos a melhora dos desenhos - que, procurando seguir o roteiro, ficaram confusos. Mesmo assim a história cativa do ínicio ao fim, pela dramaticidade e o mistério que ronda os personagens, ou como o autor apresenta sua mais nova obra: "Seja bem-vindo a estes contos sombrios, mas devo ser sincero e lhe deixar precavido, essa não é uma história comum, encetada por príncipes e princesas, por bruxas vaidosas e invejosas nem por bardos românticos. Ela não ruma por estradas conhecidas nem navega rios caudalosos. Esta história, senhoras e senhores, não, não tem um final feliz".

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2019 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web