NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Historieta #19
Por Eloyr Pacheco
21/11/2005

Meu contato com a Historieta, assim como o de José Salles (registrado aqui), se deu através da edição lançada em bancas pela Press Editorial. Não me recordo exatamente quando ocorreu, mas deve ter sido em 1990/1991 e em algum sebo de Londrina.

Depois do registro feito por Salles no Bigorna, o editor e quadrinhista Oscar Christiano Kern entrou em contato conosco através de e-mail para apresentar sua publicação. Depois de trocarmos alguns e-mails ele nos encaminhou a edição 19, lançada no "verão de 2003".

Sobre a Historieta, Roberto Guedes, em seu livro A Saga dos Super-Heróis Brasileiros, escreveu: "Essa publicação gaúcha teve várias fases, formatos e chegou a ter uma edição especial com circulação nacional... (...) ...uma revista alternativa de primeira linha que promoveu muitos artistas, entre eles: Deodato, Ailton Elias e Emir Ribeiro".

Historieta #19 tem, no total 126 páginas, no formato álbum (32,5 cm de largura por 21,5 cm de altura). Sua diagramação com páginas "em pé" e outras "deitadas" transforma a leitura de seu conteúdo em um exercício prazeroso, lúdico, por assim dizer. Ora vira-se a revista para cá, ora para lá. A produção da edição é artesanal, percebe-se que a cola da lombada foi feita uma a uma. Algo que me remeteu à época dos fanzines montados através de colagens e depois xerocados, quando o termo "processo reprográfico" nem era conhecido.

A capa e quarta capa foram produzidas por Elmano Silva; permeia a edição a série (sempre de uma página) Pirulim, o celular com roteiro de Oscar Kern e também com arte de Elmano que ainda assina um cartum sobre a Confraria dos Dinossauros (outra publicação de Kern) e algumas tiras da série Micróbios, criada por Al Cruz.                     

Na edição estão presentes: Watson Portela, com a HQ Alienígena; Paulo Calenci e Marcio Sennes, com Difícil Escolha (uma adaptação livre de um episódio da série Suspense); Hector di Palma e Carlos Ortega, com Rascaroe - Buscando a Juan; Laudo Ferreira Junior e Omar Viñole, com Nem um último cigarro - Um conto provável de Nico Forte; Edgar Franco, com Sobre as Mães; Aílton Elias Gonçalves, com João Durão - Skorpio, e Luigi Rocco, com Torpedo - Um cão explosivo. Pelas HQs relacionados pode-se perceber a diversidade quadrinhística da edição, reunindo estilos e temas diferentes.

Mas, engana-se aquele que pensa que Historieta fica por aí. A revista não se prende apenas em publicar HQs. Neste número, a Perfil destaca o ilustrador e roteirista Carlos Henrique que, entre outros, criou o Lobo-Guará, personagem ilustrado por Elton Brunetti e publicado na Impacto - Fabricado no Brasil e são publicadas uma excelente entrevista com Laudo feita por Carlos Henry; a matéria Todo mundo conhece Tex Willer, sobre a linha Bonelli escrita pelo próprio Oscar e um artigo sobre o ilustrador e quadrinhista Edd Cartier, assinado por Aldo de Arco e Flecha e extraída do fanzine O Lobinho #5 (1980). Uma grande seção de cartas - intitulada Cartas e Mercado -, juntamente com um Cartum de Santiago e mais algumas tiras de Os Micróbios com arte de Oscar Kern, também têm espaço na edição.

Este número ainda traz de volta o personagem Dr. Freud de Renato Canini e resgata a HQ Aventuras de Dick Peter - O Fantasma de Red Flower, de Ronnie Wells, pseudônimo do escritor Jerônimo Monteiro - considerado o Pai da Ficção Científica Brasileira - e lançada em forma de álbum de figurinhas pelo Café Jardim. É isso mesmo, colecionava-se as figurinhas para montar a HQ.

Historieta, não pela sua longevidade, mas, sim, pelo seu conteúdo produzido por quadrinhistas e ilustradores novos e veteranos e resgates históricos merece a atenção dos fãs de quadrinhos.

Os interessados em conhecer a Historieta devem escrever para Rua Santiago, 180 - CEP 91030-070 - Porto Alegre - RS ou para o e-mail historieta@yahoo.com.br.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web