NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Rex Mundi – Livro Um: O Guardião do Templo
Por Humberto Yashima
22/11/2007

Assassinatos misteriosos e segredos antigos da Igreja Católica estão entre os ingredientes de Rex Mundi – Livro Um: O Guardião do Templo (Devir Livraria), álbum que reúne as HQs originalmente publicadas pela Image Comics nas revistas Rex Mundi #0 a 5. A criação de Arvid Nelson (roteiro) e Eric J (arte) tem um pouco de Sherlock Holmes e de O Código Da Vinci – Joshua Dysart (roteirista de Violent Messiahs) comenta em seu texto de introdução que a obra de Dan Brown foi publicada depois de Rex Mundi.

Em O Guardião do Templo, os leitores são apresentados a um mundo onde a Igreja Católica controla a Europa, um mundo no qual a feitiçaria é uma coisa real e os altos escalões do poder se utilizam dela em benefício próprio. Na Paris de 1933, o Dr. Julien Saunière é envolvido em uma trama de suspense e mistério que começa com o roubo de um manuscrito medieval que estava sob os cuidados do padre Marin, um velho amigo do médico. Saunière inicia uma investigação e descobre que a única outra pessoa que soube do roubo foi cruelmente assassinada e o autor do crime continua à solta; outras mortes acontecem e o doutor pode ser a próxima vítima.

A saga de Rex Mundi - Rei do Mundo em latim – foi planejada como uma obra fechada que terá cerca de 36 edições; 18 foram publicadas pela Image Comics antes que o título fosse transferido para a Dark Horse, que recomeçou a numeração e está na edição de número 9. A história deste primeiro arco é envolvente e, juntamente com a bonita e detalhada arte de Eric J, prende a atenção dos leitores até o final que, obviamente, deixa muitas pontas soltas para serem resolvidas futuramente. As cores de Jeromy Cox realçam a arte, mantendo um clima sombrio por toda a edição. Entre os capítulos há páginas do Le Journal de la Liberté, tablóide com os principais acontecimentos desse curioso mundo criado por Arvid Nelson; as informações ali contidas ajudam os leitores a se envolverem ainda mais na história.

Além das artes de capa originais das revistas – utilizadas como pin-ups no início de cada história – o álbum contém uma galeria com ilustrações de Eric J, Scott Morse, Kelly Howlett, Guy Davis e Tone Rodriguez, e a história Irmão Mateus – Bem-aventurados os Humildes, webcomic produzida pela mesma equipe da revista Rex Mundi (que infelizmente não tiveram suas biografias publicadas no livro) para promover o título antes de sua estréia. Publicada em capítulos na Internet, a HQ se passa no mesmo universo de Rex Mundi, mas é estrelada por outros personagens. A trama de Rex Mundi (conheça o site oficial da série - em inglês - aqui) é tão interessante que “fisgou” o ator Johnny Depp: ele irá produzir e estrelar a adaptação cinematográfica da HQ, um título que merece ser conhecido por fãs de mistério e suspense.

 Veja também:

Antes do Incal - Volume Dois pela Devir

Festival Jodorowsky no CCBB (RJ, SP e DF)

Whiteout, Luluzinha – Tarde de Domingo e 30 Dias de Noite pela Devir

Resenha: O Sonhador

Resenha: Grendel – Preto, Branco & Vermelho

Resenha: Xingu!

Lançamentos de 10 Pãezinhos: Fanzine e Xingu! no 5º FIQ (MG)

O Sonhador e Supremo - A Era de Prata pela Devir

Preview de Xingu!, de Sérgio Macedo

Resenha: Lost Girls – Livro 2: As Terras do Nunca

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2021 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web