NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Lost Girls – Livro Um: Meninas Crescidas
Por Humberto Yashima
25/05/2007

Lost Girls – Livro Um: Meninas Crescidas (Lost Girls – Book One: Older Children, Devir Livraria), é o primeiro dos três álbuns de luxo que apresentam o trabalho mais polêmico da carreira do genial roteirista britânico Alan Moore, famoso pelas HQs que escreveu para O Monstro do Pântano, Batman (A Piada Mortal), Miracleman e Supremo e por minisséries como Watchmen, V de Vingança e A Liga Extraordinária.

A polêmica gerada em torno de Lost Girls se deve ao conteúdo pornográfico da obra, na qual o autor reúne três das mais famosas personagens de contos infantis: Alice, de Alice no País das Maravilhas; Dorothy Gale, de O Mágico de Oz; e Wendy Darling, de Peter Pan. Após criar uma espécie de cronologia - de acordo com a data original de publicação desses clássicos da literatura -, Moore estabeleceu as diferentes idades que cada personagem teria e realizou o encontro das “meninas crescidas” do título entre 1913 e 1914 (período no qual Alice não seria tão velha e Dorothy não seria jovem demais).

As três mulheres, que primeiramente são apresentadas em pequenas aventuras repletas de sexo, se conhecem em um hotel, viram amigas e narram histórias da época em que eram mais jovens. Nas mãos de Moore e da desenhista Melinda Gebbie, esposa do roteirista, esses relatos - que se referem aos contos infantis protagonizados por cada uma delas – ganham ênfase no erotismo. O choque inicial de ver heroínas de nossa infância realizando suas fantasias sexuais quando adultas é amenizado pela costumeira habilidade do escritor para produzir histórias criativas e muito bem construídas.

As pinturas de Melinda contribuem em muito para essa verdadeira junção de literatura com arte, que obviamente é recomendada apenas para leitores adultos. O sexo está presente em toda a obra, seja de forma explícita ou surgindo “nas sombras” (só lendo para entender). A edição da Devir Livraria é luxuosa, com capa dura e sobrecapa, além de ser impressa em papel de excelente qualidade, mas ficaria melhor ainda se houvesse um texto de introdução e biografias dos autores.

 Veja também:

Resenha: As Tartarugas Ninja – Volume 1

Resenha: Usagi Yojimbo – Sombras da Morte

Resenha: Courtney Crumrin & As Criaturas da Noite

Resenha: Capote no Kansas – Um livro ilustrado

Previews de Tartarugas Ninja e outros lançamentos da Devir Livraria

Preview de Fetichast – Províncias dos Cruzados, de J. Márcio Nicolosi

Resenha: Desbravadores

Devir Livraria lança Luluzinha: O Piquenique

Devir Livraria lança Desbravadores

Resenha: Mistérios Divinos

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2021 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web