NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Top Ten – Contra o Crime
Por Humberto Yashima
20/04/2006

Após ter consolidado uma notável carreira como roteirista de títulos como Monstro do Pântano, A Piada Mortal, Miracleman, Supremo, Do Inferno, Watchmen e V de Vingança, Alan Moore criou uma linha inteira de revistas para o selo batizado como America’s Best Comics (“Os melhores quadrinhos da América”) do estúdio Wildstorm de Jim Lee. Mais tarde, o Wildstorm passou a fazer parte da DC Comics, que continuou publicando as revistas da linha: Tom Strong, Promethea, Tomorrow Stories e Top Ten. Os dois volumes de A Liga Extraordinária, outra criação de Moore, também foram publicados pelo selo ABC.

Em Top Ten – Contra o Crime (Devir, 2005, 212 págs., formato 16,5 x 24 cm), que reúne as edições #1 a 7 da revista americana, acompanhamos o cotidiano dos policiais do Décimo Distrito da cidade de Neópolis. Até aí, nada fora do comum; a diferença é que toda a população dessa metrópole possui superpoderes, incluindo os (ultra) ratos e os gatos (atômicos).  

Jeff Smax, Jacqueline KowalskiKemlo César, Duane Bodine, Pete Cheney, Sinestesia Jackson, Irma Wornow, Cathy Colbi, John Corbeau, Sung Li, Sally-Joe Jessel e o Capitão Steven Traynor são alguns dos principais membros da Top Ten, como é carinhosamente conhecida a delegacia. A maioria deles recebeu "apelidos" ou codinomes, como “Peter Chocante” (Pete Cheney) e “Rei Pavão” (John Corbeau), de acordo com os tipos de poderes que possui. A mais nova integrante da Top Ten é Robyn Slinger, a “Toy Box”, que terá a dura tarefa de se acostumar com as mais inusitadas situações enfrentadas pelo grupo.

Um lagarto gigante, um monstruoso assassino de prostitutas, um maluco que pensa ser o Papai Noel e traficantes de superdrogas estão entre os criminosos que dão muita dor de cabeça para o pessoal do Décimo Distrito. Seguindo a tradição dos livros, filmes e séries de TV policiais, as pistas descobertas nas investigações dos mais complicados crimes são decifradas pelos agentes da lei, que vão “montando as peças” como em um quebra-cabeças. Moore criou uma história policial com superpoderes.   

O escritor comprova em Top Ten - Contra o Crime sua habilidade para criar histórias envolventes e, com a ajuda dos artistas Gene Ha (lápis e arte-final) e Zander Cannon (esboços), presenteia os leitores com numerosas referências a quadrinhos, desenhos animados, séries de TV e cultura pop em geral. Clique aqui para conhecer essas referências, edição por edição, reunidas por fãs americanos da série.

Outra coisa que chama a atenção em Top Ten – Contra o Crime é a bela ilustração da capa, assinada por Alex Ross (pena que ficou reduzida devido ao formato menor do livro). Como bônus final, há vários esboços das personagens criadas por Gene Ha a partir das idéias de Alan Moore.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web