NewsLetter:
 
Pesquisa:

Henfil
28/10/2005

Henfil é o pseudônimo de Henrique de Souza Filho.

Este mineiro, nascido 5 de fevereiro de 1944, iniciou sua carreira aos 20 anos de idade na revista Alterosa; foi autor de caricaturas políticas no Diário de Minas e fez charges para o Jornal dos Sports, do Rio de Janeiro. A partir de 1969, ficou conhecido em todo o País através do Pasquim sendo que, na mesma época, também trabalhava no Jornal do Brasil.

Colaborou nas revistas Visão, Realidade, Placar e O Cruzeiro. Com Oswaldo Mendes, escreveu a peça A Revista do Henfil. Escreveu, dirigiu e atuou no filme Tanga - Deu no New York Times e criou o quadro TV Homem, no programa TV Mulher, da Globo.

Como escritor, publicou os livros Hiroshima, Meu Humor (1966), Diário de um Cucaracha (1976), Dez em Humor (coletiva, 1984), Diretas Já (1984), Henfil na China (1984), Fradim de Libertação (1984) e Como Se Faz Humor Político (1984). A Geração Editorial republicou toda a sua obra na década de 1990.

Criou tipos como, Zeferino, Bode Orelana, os Fradins, Graúna e Ubaldo o Paranóico que se tornaram inesquecíveis e muito conhecidos do grande público.

Como seu irmão, o sociólogo Betinho de Souza, Henfil era hemofílico e em uma transfusão de sangue contraiu o vírus da AIDS e, com apenas 43 anos, morreu em janeiro de 1988. 

Caricatura: J. Bosco

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web