NewsLetter:
 
Pesquisa:

Allan Sieber
10/10/2005

Allan Sieber, nascido em 1972 em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, é quadrinhista, cartunista e animador. A revista em quadrinhos Glória, Glória, Aleluia, editada por ele, recebeu três troféus HQ Mix (1996/97/98) sendo que, em 1998, também levou o Troféu HQ Mix de Desenhista Revelação.

Junto com Otto Guerra, Denise Garcia e Lica Stein fundou em 1999 o estúdio de animação Toscographics pelo qual, entre outros trabalhos, produziu a abertura e vinhetas para o programa Muvuca; animações para a série A Invenção do Brasil, ambos da Rede Globo, e a abertura do programa Sem Frescura, do Canal Brasil. Dirigiu e animou os curtas-metragens Deus É Pai (1999) - premiado em festivais como o de Gramado e o Animamundi -, Os Idiotas Mesmo (2000) e Onde Andará Petrucio Felker? (2001).

Ao longo de sua carreira colaborou com as revistas Bundas, SET, Cybercomix, General e Velotrol e com os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Gazeta Mercantil, Zero Hora e Pasquim 21. No exterior tem trabalhos publicados nas revistas Lápiz Japonês (Argentina), Suelte-me! (Argentina), Comix 2000 (França), Vacuum (Finlândia), Olho Mágico (Brasil/Argentina) e Zona de Obras (México).

É um dos fundadores da revista F, publicada pela Hy Brazil Editora/Gibiteca Editorial, e autor dos álbuns Preto no Branco (Conrad, 2004), Vida de Estagiário (Conrad, 2005) e Sem Cometários (Editora Casa XXI, 2005).

Para saber mais sobre o trabalho de Allan Sieber clique aqui e sobre a Toscographics aqui.

 Veja também:

Entrevista: Allan Sieber

Exposição Essa Terra é Minha Terra, de Allan Sieber, em Porto Alegre

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web