NewsLetter:
 
Pesquisa:

Mas aonde é que foi parar Jesus mesmo??
Por Laudo Ferreira Junior
07/03/2007

Antigamente, mas bem nos “antigamente” mesmo, as pessoas achavam que o homem (e a mulher também, claro!!) descendiam de Adão e Eva. Era tudo mais fácil, sem complicações. Deus, lá no firmamento pegou o barro, fez o homem e depois arrancou um pedaço da costela do mesmo e fez a mulher e tudo ia bem, aí veio o capeta com uma maçã e o primeiro casal teve que sair do paraíso e vir pagar aluguel na Terra. Veio um cara então, chamado Darwin e disse: “Nada disso, turma, o homem é descendente do macaco!!”. Ih, complicou então. Escala evolucionária e blá, blá, blá.

O mesmo vem acontecendo já há algum tempo com Jesus. Não, não o Jesus lá da padaria, o Jesus mesmo, o filho do cara lá de cima, ou seja lá aonde for. Pois é, antigamente era tão mais descomplicado: nasceu de uma mãe virgem. Não teve nenhum relacionamento amoroso na sua vida. Vivia andando por aí fazendo milagres e falando às pessoas. Morreu na cruz e ressuscitou ao terceiro dia e subiu aos céus, sentado ao lado direito do Pai, onde está até hoje nos observando aqui. Até que algumas pessoas mais curiosas começaram a fuçar aqui, escavação de lá, caverna acolá e pronto... novas histórias sobre aquele Galileu que viveu há dois mil anos começaram a aparecer. E já há algum tempo a figura de Jesus virou objeto de consumo pra se vender muito livro, se fazer muitos filmes e é claro, Quadrinhos. E por que não?

A notícia mais recente vem pelas mãos e lentes da câmera do diretor James Cameron (sim, o cara que fez o Titanic, Exterminador do Futuro...) fez um documentário para o canal Discovery mostrando a descoberta de um túmulo em Jerusalém onde teriam urnas contendo restos de Jesus, sua mãe Maria, seu pai José e um filho seu (!!!!). Na verdade, esta descoberta data do início dos anos 1980 e só agora veio à tona. Os arqueólogos responsáveis pelos trabalhos não estão convencidos da tal descoberta, porém Cameron sim. Enfim, não estou aqui para questionar, apenas para expor o fato, que é claro, vocês mesmo já conhecem e devem ter visto algo.

Recentemente também foi descoberto o suposto evangelho de Judas, de base gnóstica, que mostra que a famigerada traição nada mais foi que um plano armado pelo próprio Jesus com Judas Iscariotes, como mostrado no filme A última tentação de Cristo de Martin Scorsese. Nestas idas e vindas de suposições sobre Jesus, há o top de linha que é o livro O código Da Vinci, que não preciso perder tempo falando sobre o assunto, pois todo mundo leu a obra do escritor Dan Brown e quem não leu, sabe do que se trata ou viu o filme homônimo. Temos Mel Gibson, que nada mais fez em seu filme A Paixão de Cristo do que matar o próprio mais uma vez, numa película super violenta em que muita gente por aí disse: “É mas foi assim mesmo!!”. Claro que sim. Mas, fora isso...

Vamos chegar nas HQs agora. Muitas vezes o Homem de Nazaré fora retratado nos Quadrinhos, obviamente, temos as visões católicas e evangélicas, mas essa, por motivos mais que óbvios também não contam, pois são transposições dos evangelhos para os Quadrinhos. Mas algumas valem a curiosidade de uma olhadela, como o caso do recente The new adventures of Jesus: The second coming (As Novas aventuras de Jesus: a segunda vinda) do cartunista Franck Sack, lançado pela editora americana Fantagraphics. A obra, que entre outras coisas possui uma introdução do grande Robert Crumb, mostra um Jesus retornando a Terra e constatando que demorou tempo demais para vir e que as coisas podem não ter mais salvação. Desculpe a piada, mas isso parece óbvio!!!!! Há algum tempo, um outro trabalho de um cartunista austríaco, Gerhard Haderer, provocou rebuliço com a igreja católica de seu país ao lançar o livro de cartuns A vida de Jesus, onde, em belíssimas artes, ele nos mostra coisas inusitadas e provocativas como um Jesus surfando num lago em Genezaré ou fumando um cachimbo... com incenso... humm... pela Image Comics também, o Homem de Nazaré enfrentou... vampiros na graphic novel Loaded Bible: Jesus vs. the Vampires, num futuro onde a Terra está recheada de vampiros, só o cara mesmo para salvar a pátria.

E a lista de Quadrinhos tendo nosso messias como protagonista, como herói, é extensa e tem umas coisas como a HQ feita pelo Rob Liefeld (opa!!!!) mostrando um embate entre Jesus e... Zeus. Frank Miller, após ter feito 300 e motivado até pelo estilo desta HQ, se interessou em contar sua versão da vida do cara. Moebius e Simon Bisley também produziram suas graphic novels tendo o Galileu como protagonista, cada um, obviamente dando sua visão particular. E até mesmo esse vosso humilde escriba se atreveu a fazer a sua versão. Inédita ainda. Esperando a luz de algum editor. Amém. Claro que vou vender meu peixinho aqui, compadres.

Muito mais que um ícone religioso, Jesus Cristo, Jesus de Nazaré ou simplesmente Jesus, é um ícone pop, de mídia. Não há mais o que “polemizar” sobre ele, se for o caso ou a intenção de alguém pretender ainda. Acredito que a própria figura construída dele, ao longo de todo este tempo, acabou indo parar nisto que hoje se tem. Vocês podem até achar piegas. Mas vale pensar que, passados todos estes séculos e tudo que se viveu e principalmente se fez em nome Dele, será que entendemos algo ? Ou melhor dizendo, será que as simples palavras que o cara disse há dois mil anos, simples porém carregadas de verdades absolutas, foram entendidas?
         
E o mais irônico, será que o Jesus, o judeu que viveu há dois mil anos, alguma vez iria supor a avalanche de coisas que viriam em seu nome, quando só queria dizer: “amar uns aos outros”. Mas a mídia é outra coisa...

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2022 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web