NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: O Gato do Rabino – Volume 1 – O Bar Mitzvah
Por Eloyr Pacheco
02/05/2006

À primeira vista os desenhos do francês Joann Sfar não agradarão aqueles que estão acostumados com traços limpos e com o colorido “computadorizado” comum aos quadrinhos de super-heróis. Mas, basta começar a ler a HQ para ser fisgado. Gosto muito quando o roteiro se sobrepõe à arte, não que não haja qualidade no desenho de Joann, muito pelo contrário. Seu traço é ao mesmo tempo rude e delicado, simples e complexo.

O que me agrada muito é o “gato do rabino” fugir do arquétipo de gatos como Garfield e Tom. E é um gato feio, comum... Parece ser da raça Sphynx – aqueles sem pelos e com orelhas grandes. Outro ponto alto da HQ são as cores feitas por Brigitte Findakly, que parece ter optado por não fazer nada que sobrepujasse a arte. Segundo o release divulgado para a imprensa pelos editores, a HQ é ambientada na Argélia do início do século XX, onde residem judeus sefarditas, mas a história poderia se passar em qualquer canto do mundo, pois, embora discuta o judaísmo e a Tora, na verdade discute algo muito profundo: o valor de cada ser humano. É uma HQ comovente e altamente filosófica (seu autor é formado em filosofia).

Interessantíssimo em O Gato do Rabino (Jorge Zahar Editor, 48 páginas) é a única personagem que tem nome ser a filha do rabino, a quem o “gato do rabino” é fiel e apaixonado, os demais são chamados de “o rabino”, “o rabino do rabino”, “o moço” e assim por diante. Mais um detalhe que nos leva a pensar... Ah, o gato começa a falar – e a filosofar – depois de devorar o papagaio do rabino que lhes enchia o saco sempre com a mesma palavra (Currupaco! Papaco!) e, depois de começar a falar, também começa a raciocinar e, por ser criado por judeus, decide que quer fazer seu bar mitzvah. O Gato do Rabino mereceu o Prêmio do Júri do Festival de Angoulême e a recente indicação ao Eisner Awards pela sua singeleza e sua humildade em contar uma história tão tocante quanto necessária através de um veículo que ainda tem seu valor pouco reconhecido.
 
Se você se interessar por ler O Gato do Rabino prepare-se para um debate interno e silencioso.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web