NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Ultraman Tiga – A Odisséia Final
Por Alexandre Nagado
18/01/2008

Filmes e seriados de tokusatsu – os efeitos especiais japoneses – em geral são voltados ao público infantil. A franquia Ultraman normalmente transita entre o público adulto nostálgico e o público infantil, que sempre se renova. Uma produção que caminhou na linha entre o infantil e o adulto fanático foi a série Ultraman Tiga (1996~97) sucesso no Japão e que teve uma exibição modesta no Brasil, via TV Record e Rede 21 (atual Play TV). A série teve à frente o astro pop Hiroshi Nagano, cantor da boys band local chamada V6, febre entre as adolescentes japonesas nos anos 90. O V6 fez a música-tema da série, Take me higher, figurar no topo da parada de sucessos no Japão (feito inédito para um seriado do gênero) e também cantou Change the world, a abertura do animê Inu-Yasha. A série também teve seu tema de encerramento Brave love, Tiga, da banda Chikyu Boedan, engajada em uma campanha anti-AIDS, o que caracterizou ainda mais um foco no público jovem. Sem relação com o universo dos seriados Ultra originais, a série ainda proporcionou, com o artifício de viagem através do tempo e do espaço, um encontro de Tiga com o Ultraman original. No Japão, o personagem se tornou um dos principais heróis da franquia Ultraman, com participações em longas de outros heróis e um especial em DVD. Em 2000, o personagem foi retomado em um longa com roteiro, trilha sonora e interpretações de boa qualidade, novamente extrapolando as fronteiras de uma produção infanto-juvenil.

Esse longa encerrou uma série de TV, então, é praticamente obrigatório ter assistido ao menos alguns episódios. Mas se não assistiu e quiser conferir, basta saber o seguinte: Ultraman Tiga é um sobrevivente de uma raça de gigantes milenares que viveu na Terra. Ele reviveu no presente e se fundiu ao humano Daigo, membro do Esquadrão GUTS, que defende a Terra contra grandes ameaças. Depois de uma grande batalha contra um monstro poderoso, Tiga deixou de existir, pois o acessório mágico de transformação de Daigo transformou-se em pó. Dois anos depois, Daigo, cuja identidade fora revelada, se prepara para se casar com a colega de equipe Rena Yanase. O filme começa com a líder do GUTS, a bela Megumi Iruma participando de uma expedição numa ilha que surgiu onde Tiga havia travado sua última batalha. São descobertas três estátuas gigantes, similares à que ganhou vida na forma de Tiga. Eles se revelam malignos e começam um plano para espalhar suas trevas sobre a Terra. Com a perda de contato entre a expedição e a base GUTS, o Tenente Munakata resolve partir para o resgate com a equipe remanescente. Daigo toma a dianteira e, munido com um novo bastão de transformação fornecido pelos próprios inimigos, parte para sua última luta.

O roteiro de Keiichi Hasegawa, a trilha sonora de Tatsumi Yano e a direção de Hirochika Muraishi deixaram o filme com um clima juvenil e ao mesmo tempo imponente. Os efeitos especiais estão acima da média para os padrões japoneses e mesmo quem normalmente passa longe desse tipo de filme irá se surpreender com a aventura. No Japão, o herói irá retornar no segundo semestre deste ano, em uma aventura conjunta com vários outros personagens das séries Ultra. Ultraman Tiga – A odisséia final (Ultraman Tiga – The Final Odyssey) tem 85 minutos e vem com opção de som original com legendas ou dublado com o mesmo elenco da série de TV. O lançamento é da Impact Records.

Ficha Técnica
Título original: Ultraman Tiga – The Final Odyssey
Produção: Kazuo Tsuburaya
Roteiro: Keiichi Hasegawa
Trilha sonora: Tatsumi Yano
Direção: Hirochika Muraishi
Elenco: Hiroshi Nagano (Daigo), Takami Yoshimoto (Rena),
Mio Takaki (Iruma), Miyoko Yoshimoto (Kamilla), Shigeki Kagemaru (Shinjoh), Akitoshi Otaki (Munakata) e outros
Versão brasileira: Audio News
Duração: 85 min.

 Veja também:

Ultra Seven completa 40 anos

Ultraman em DVD

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web