NewsLetter:
 
Pesquisa:

Os Dez Melhores Quadrinhos para José Salles
Por Marcio Baraldi
07/11/2010

Eu ando sem sorte mesmo!... Mal troquei a porta que a Velta derrubou na semana passada e outra figura doida acabou com a minha nova! Dessa vez foi o justiceiro revoltado conhecido como Máscara Noturna, que espirrou bem na hora que ia bater na porta e carbonizou-a com seu bafo incendiário. Máscara veio trazer a lista dos dez gibis preferidos de seu estimado pai, o valoroso editor José Salles. Salles, como já era de se esperar, só curte feras: Steranko, Neal Adams, Kubert, Ibanez, Goscinny e Uderzo, entre outros nomes obrigatórios. Não faltou, claro, uma bonita homenagem a um dos mais produtivos e importantes Mestres da HQB de todos os tempos: Gedeone Malagola, do qual Salles virou grande broder em seus últimos e sofridos anos de vida. E o qual ajuda a manter a obra viva, republicando as HQs do super-herói Raio Negro, o mais conhecido e querido personagem de Malagola. Sempre através de sua editora Júpiter II, com a qual da uma força sem tamanho pra HQ Nacional. E com a qual vai dar uma força pra pagar essa porta que seu filho destrambelhado destruiu! PAGA MINHA POOOOOOORTA, ZEEEEEEEEÉ!!!!

Os Dez Melhores Quadrinhos de Todos os Tempos
Por José Salles

1 – Coleção HQ # 1 (Ebal, 1970) – King Kong
Eu acabara de ver o filme pela TV (o original, de 1933) e logo me deparei nas bancas com esta revista. Uma maravilhosa capa pintada (produzida pela editora Western/Gold Key), e a insuperável adaptação em Quadrinhos, fidelíssima, com desenhos do excelente Alberto Giolitti (ou alguém de seu estúdio). Um clássico do cinema que virou clássico também nos Quadrinhos!

2 – A Maior # 6 (Ebal,1970) - Stan Lee, George Tuska e outros
A Maior era uma revista da saudosa editora EBAL, com 64 páginas em p&b, formato americano, que publicava HQs de Thor, Homem de Ferro e Capitão América. Este número 6, trazia o Homem de Ferro e o Hulk na capa. A respectiva HQ foi desenhada pelo incrível George Tuska, apresentando uma das especialidades da Marvel Comics: heróis quebrando o pau entre si! Nesse caso não se tratava do verdadeiro Hulk, mas de um robô idêntico a ele, mas quem se importa? Além desta, o gibi trazia uma HQ do Capitão América, por Gene Colan e do Thor, por Jack Kirby, todas escritas por Stan Lee.

3 – Capitão Z # 31 (Ebal, 1970) - Stan Lee, Jim Steranko e outros
Os gibis sempre me fascinaram principalmente pelas capas, e esta, exibindo um gigantesco Hulk, até hoje me deixa impressionado! Alias, impressionado mesmo fiquei ao conhecer o trabalho de Jim Steranko, através deste gibi! Essa mesma edição também traz a metade final de uma HQ do Homem de Ferro, desenhada por Johnny Craig. Quem quiser mais informações sobre esta maravilhosa revista procure conhecer meu fanzine especial sobre A Maior, em que dissequei com detalhes todos os números lançados. Os interessados entrem em contato comigo, ok?

4 – Turma Titã # 19 (Ebal, 1970) - Neal Adams e Nick Cardy
Eu já havia visto várias capas do Neal Adams anteriormente (a mais marcante uma com Super-Homem ameaçando atirar Batman do alto de um edifício em construção (Invictus da Ebal, # 33, de 1969) mas esta foi a primeira HQ que vi totalmente escrita e ilustrada pela fera (e arte-finalizada pelo ótimo Nick Cardy, que também desenhou  a série por bastante tempo). Uma turma de super-heróis “pra frente”, como se dizia na época, os conhecidos parceirinhos leais Robin, Aqualad, Kid Flash, Ricardito e Dianinha (Moça Maravilha) e de quebra os irmãos Rapina e Columba (que chegaram a ter histórias próprias, também publicadas nesta coleção da Ebal). Recentemente se não me engano, esta HQ foi republicada pela Panini em uma coletânea de Neal Adams, de luxo, em deslumbrante colorido.

5 – Asterix e o Combate dos Chefes - Goscinny e Uderzo
Serei eternamente apaixonado pela série em Quadrinhos do Asterix! Uma das obras mais inteligentes e divertidas da Nona arte! Gosto imensamente de toda a serie, mas escolhi este "Combate dos Chefes" por ser um de meus episódios preferidos, coisa de rachar o bico, mesmo! Deus abençoe a dupla Goscinny e Uderzo!

6 – Mortadelo e Salaminho – "O Outro Eu do Professor Bactério"  - Francisco Ibanez
Esta e outra série que era publicada em álbuns pela editora Cedibra, simultaneamente ao Asterix, e que eu colecionava sofregamente! Adoro a série toda e tenho a coleção completa, mas cito este álbum por mostrar em destaque o Professor Bactério, um dos tantos personagens memoráveis desta série hilariante.

7– Raio Negro # 1 (Editora Grafipar, 1982) - Gedeone Malagola
Foi nesta espetacular edição em formatinho em que fiquei conhecendo os personagens mais famosos criados por Gedeone Malagola! Lembro que o editorial pedia que os leitores escrevessem dizendo se gostaram da revista, pois isso seria determinante para sua continuação. Escrevi, mas acho que fui minoria pois a coleção da Grafipar ficou só neste número (risos). De qualquer forma, Deus me reservou uma bonita relação pessoal com Gedeone, anos depois de eu ter conhecido seus personagens. Viva Gedeone! Viva Raio Negro!

8 – A Origem de Tarzan (Ebal, 1974) - Joe Kubert
Meu primeiro contato com a arte soberba de Joe Kubert (O Sargento Rock eu só vim a conhecer depois), foi este caprichado álbum lançado pela Ebal. Este material maravilhoso foi relançado recentemente pela Devir, e custando os olhos da cara, mas lembro que pela Ebal foi caro também. Aliás considero que a Ebal era careira, especialmente em seus estertores administrativos, seus últimos suspiros editoriais.

9 – Zorro em Cores # 4 (Ebal, de 1970)
Sou fã incondicional do Lone Ranger, esse foi o primeiro gibi que ganhei dele, com a qualidade impecável das edições coloridas da Ebal, páginas cartonadas (e mais especiais ainda as primeiras lançadas, com capas plastificadas). A capa, outra daquelas pinturas exuberantes e super realistas saídas dos estúdios da Western.

10 – Almanaque do Gibi Nostalgia (RGE, 1975) - vários autores
Esse Almanacão é em formato tablóide e tal formato não permitia uma boa leitura quando agente estava deitado, mas mesmo assim foi inesquecível ler esse gibizão gigante! Já havia lido o Fantasma várias vezes, mas pela primeira vez lia a primeira história, e ainda por cima ilustrada por Ray Moore. O Almanacão ainda apresentava outros personagens que eu já conhecia, como o Mandrake (arte de Phil Davis) e o Spirit (que eu conheci numa edição lançada pela própria RGE, anteriormente, o Gibi Especial # 1). Além disso, o gibi ainda tinha Sir Tereré, Agente X-9, Dick Tracy e Jim das Selvas. Que mais poderia desejar uma criança da geração pré-vídeo game?!? Bem, poderia citar pelo menos mais uns 50 melhores gibis, mas como me pediram só 10, paro por aqui. Abraços a todos!

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web