NewsLetter:
 
Pesquisa:

Eddy Barrows
31/05/2006

Eduardo Barros - ou Eddy Barrows - começou a sua carreira em 1997, trabalhando para várias editoras de Belo Horizonte e fazendo ilustrações para livros didáticos, infantis, técnicos e para agências de publicidade; em 1999, aos 25 anos, enviou um teste de 3 páginas para a agência Art&Comics - no qual foi aprovado. Após 6 meses de intensos testes e várias amostras, conseguiu o seu primeiro trabalho na editora Chaos! Comics, desenhando a revista Stone Cold (Steve Austin), foram 2 números, logo em seguida, ainda na mesma editora, trabalhou em outras edições como Chastity, Chyna e Lady Death.

Em 2001 decidiu dar um tempo com os quadrinhos por achar que o seu trabalho não estava no rumo certo; havia muito a melhorar. Eddy se dedicou aos trabalhos infantis e didáticos, trabalhando por 2 anos na editora Del Rey; em 2003 resolveu voltar aos comics: fez alguns testes e enviou para a agência Lynx Studio, 2 meses depois foi convidado para trabalhar nos G.I. Joe (Comandos em Ação) da editora Image Comics. Mesmo com a separação do Studio Devils Due da Image Comics, Eddy ainda continuou como regular dos G.I Joe e ficou como titular por um ano e dois meses.

Na metade de 2004, Eddy retornou para a agência Art&Comics; 2 dias depois do seu regresso à agência veio o convite para desenhar a revista Gnomo Killer da editora Avatar Press; após esse trabalho e com orientação do seu amigo e agente Joe Prado, decidiu tentar trabalho nas grandes editoras - foram 2 páginas de teste e dois meses de espera até aparecer uma brecha na DC Comics. Bloodhound #9 foi o primeiro trabalho, uma espécie de tapa-buraco; como o resultado final agradou os editores, decidiram passar uma edição de Batman Secret File 2005. Passaram-se cerca de 3 meses até o convite para trabalhar em Birds of Prey (foram 3 edições); com o fechamento das revistas, veio o convite para trabalhar em 2 edições de Firestorm (Nuclear) e logo em seguida foi convidado a fazer parte da equipe responsável pela série 52. Em março de 2006, Eddy decidiu abandonar o seu emprego no jornal Estado de Minas para dedicar-se exclusivamente aos quadrinhos.

Ao longo dos 7 anos como desenhista, foram 6 prêmios conquistados, sendo os mais importantes o da Bienal Internacional do Livro de São Paulo (com o livro Cesta de 3 da editora Allis) e o prêmio internacional ganho pelo jornal Estado de Minas pela matéria das Olimpíadas com a ilustrações feitas por Eddy e pelo ex-editor de arte Ary Moraes.

Clique aqui para conhecer o fotolog de Eddy Barrows.

Biografia encaminhada pelo artista.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2020 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web