NewsLetter:
 
Pesquisa:

Humor e traços aqui e lá fora
Por Ruy Jobim Neto
16/11/2006

A tira cômica Don Ramirito, do mexicano Fraga, percorre páginas de jornais em vários cantos da América Latina e da Espanha já há muitos anos. O autor, cujo nome é pseudônimo de Francisco García Aldape Fraga, nasceu em 1964, e aos vinte anos começava a publicar seus primeiros desenhos de humor. Fraga fez de tudo, do cartum à caricatura, da charge à tira. Mas é exatamente neste último veículo que apareceu o seu simpático personagem. Don Ramirito é um personagem simpaticíssimo, envolto num mundo completamente insólito, com tiras deliciosamente regadas pelo absurdo. Tudo pode acontecer com ele, para ele e através dele. Daí, com certeza, o sucesso imenso do maior astro cômico da Fraga Comics. Vale a pena curtir e conhecer Don Ramirito
 
Manara desenhando
 
Do México para a Itália, cruzamos o Atlântico e vamos assistir, sim, rigorosamente assitir a uma sessão do YouTube com o grande quadrinhista Milo Manara. No vídeo que coletamos, Manara está desenhando uma garota, daquelas tão maravilhosas garotas que acostumamos ver em seus livros como Viagem a Tulum (desenhado a partir de uma história de Federico Fellini) ou o recente Borgia. O italiano, enquanto desenha, tece considerações sobre como ele adora desenhar as mulheres. O mais interessante é que ele vai traçando a personagem diretamente à tinta, sem rascunho algum, e diz: "a História em Quadrinhos é um meio que permite a todo autor que se exprima completamente". O vídeo é sonorizado originalmente em italiano, com locução francesa, em cima. Vale a pena assistir. 
 
JAL falando
 
O cartunista JAL (pseudônimo de José Alberto Lovetro), em conversa no último sábado, dia 11, em plena Praça Benedito Calixto, em Pinheiros (São Paulo capital) – falava sobre a grande conversação nacional de várias áreas do grafismo em torno das Câmaras Setoriais. JAL, em nome da ACB (Associação dos Cartunistas do Brasil), sinaliza dias esperançosos para animadores, cartunistas, ilustradores e afins. Embora haja entidades, pelos mais diversos motivos, que ainda não tenham se integrado às discussões, a idéia geral é a de que o ministro Gilberto Gil (continuando ou não em seu cargo de ministro-menestrel) receba de forma positiva a proposta nacional desses produtores gráficos.

Artistas do lápis, em todo o Brasil, estão se coligando e discutindo propostas e apresentando metas. Estratégias e táticas, maneiras de se aproximar de Brasília, dos setores governamentais estão se consolidando como o mote dos próximos anos. A próxima fronteira, após a esperada adesão do Governo, é o público. Os cartunistas trabalham sim e pagam suas contas, pagam seus tributos como qualquer brasileiro e, principalmente, desenham nossa história cultural.
 
O trailer para quem não viu

Corto Maltese, de Hugo Pratt, uma das maiores obras clássicas do Quadrinho mundial, chegou ao cinema e pouquíssimos tiveram a chance de assistir a versão cinematográfica por aqui. Só para curtirmos um cadinho deste grande personagem dos fumetti italianos em desenho animado, capturamos o vídeo do YouTube com o trailer do filme, somente para o nosso amigo internauta assistir. 
 
A excepcional qualidade de animação deste longa, Corto Maltese: La cour secrète des Arcanes, vem do trabalho do diretor Pascal Morelli, que produziu filmes de TV como As Aventuras de Arsène Lupin, e a Lenda de Jane Calamidade. Hugo Pratt (1927-1995), por sua vez, dispensa apresentações, mas ficam aqui as lembranças de obras deste grande artista italiano, entre elas, A Ilha do Tesouro, baseada na obra imortal de Robert Louis Stevenson, que foi publicada em Quadrinhos no Il Corriere dei Piccoli

 Do mesmo colunista:
E por falar em Quadrinhos e Ensino...

Quadrinhos e próteses

Quadrinhos e História: Tudo a ver

As 22 Leis, o Marketing e os Quadrinhos

Rapunzel: um novo Disney pelas mãos de Glen Keane

Personagens Históricos: eles também são nossos

Santos-Dumont: para os que lembram do aeronauta

Teje Enquadrado!

Novos ventos sopram sobre Mônica e Panini

Wood & Stock não tem preço

Noticias animadas, outras nem tão animadoras

A hora e a vez das tirinhas brasileiras

Quadrinhos e História: tudo a ver

Vamos falar de Rian

Plim-plins: Por quais globais os sinos tocam?

Patoruzito: E o Mercosul que não acontece...

Animação: O dia de conspirarmos contra a conspiração

O projeto que não se completa

Comédia. A fronteira final (parte 3)

Comédia. A fronteira final (parte 2)

Comédia. A fronteira final (parte 1)

Kika e Airon: nem toda donzela tem um pai que é um fera

Os múltiplos traços de Sergio Morettini

Miécio Caffé - a memória em nanquim (uma crônica possível)

A animação brasileira à beira do esquecimento?

O mundo batráquio de Ran, de Salvador Messina

Quadrinhos de Arte por Roy Lichtenstein

Os Homens da Central de Tiras, um review

A nova fantasia do mestre Miyazaki

Quadros de ontem e de hoje

Canini trazido à baila. Mas falta exatamente Canini

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web