NewsLetter:
 
Pesquisa:

Resenha: Vidas Imperfeitas
Por Anita Costa Prado
30/03/2011

Mary Cagnin tem 21 anos, estuda artes visuais na Unesp e lançou Vidas Imperfeitas. O primeiro número, totalmente em grafite, tem traço em evolução, aprimorado  nas edições seguintes. Juno, personagem central, é uma jovem conhecida como temperamental e violenta. Muitos a temem; Daniel se encanta e descobre seu lado sensível. O enredo é forte. O que parece ser apenas uma HQ romântica, vai ganhando contornos de mistérios desvendados, traumas e questões profundas, com elementos mostrando porque Juno guarda tanta agressividade no coração. O trabalho de Mary tem clara influência nipônica e atesta que a HQ nacional se renova em talentos de diversas vertentes. Para receber Vidas Imperfeitas, basta escrever para a autora: marycagnin@gmail.com A publicação custa cinco reais, já incluídas despesas de remessa.
Quem preferir ler digitalmente, pode acessar aqui.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web