NewsLetter:
 
Pesquisa:

Adaptando O Ateneu
Por Bira Dantas
08/06/2009

Essa não, lá vou eu com mais um blog... Huhauahuhauhauha. Neste eu vou postar a nova adaptação de Quadrinhos para a Escala Educacional, com roteiro de Ronaldo Antonelli. Ele começou a fazer roteiros de HQ em 1979, escrevendo histórias desenhadas por Jô Fevereiro e por Francisco Vilachã. Publicou na revista de terror Spektro e outras da editora Vecchi, do Rio de Janeiro. Em 1984, editou com Vila, a revista InterQuadrinhos, com colaboradores como César Lobo, Mozart Couto, Watson Portela e saudoso Flavio Colin. Em 2007, na série Literatura Brasileira em Quadrinhos, pela editora Escala, adaptou O Cortiço, de Aluísio de Azevedo, e O Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, desenhados por Vilachã.

Neste blog novo vou postar os estudos que estou desenvolvendo, bem como as páginas de Quadrinhos, além da série de e-mails trocados com Vilachã (criador da série Literatura Brasileira em Quadrinhos da Escala Educacional junto com Jô Fevereiro e Duda Albuquerque), Sérgio Alves (atual editor de Literatura Brasileira em Quadrinhos da Escala Educacional) e Ronaldo Antonelli. É interessante, porque pela primeira vez, os leitores poderão acompanhar a discussão entre os criadores de uma HQ, com as diferenças de visão, papos sobre características dos personagens, enquadramentos, ambientação, diálogos e recordatórios, etc... As caricas que ilustram o bate-papo internético do Vila e do Ronaldo foram feitas pelo primeiro, a minha foi feita pelo Nei Lima, a do João Antonio e do Sérgio Alves, por mim, a do Nei Lima é do Fabrício "Mano Head"...

Vilachã (28/04): “Bira, Gostaria de saber da possibilidade de você quadrinizar uma nova edição da "Literatura Brasileira em Quadrinhos"... seria para final de agosto. O título (uma sugestão do novo editor de LQB da Escala, Sergio Alves) é o romance "O Ateneu", já roteirizado pelo Ronaldo Antonelli... espero que você tenha tempo e disposição, pois é uma grande aventura. Grande abraço
Bira (01/05): "Claro que topo! E o Projeto da Ilíada que eu tinha passado pro Denis e pro Sérgio? Deixo na gaveta por enquanto... Abraços"

Vilachã (03/05): “Legal, Bira! Segue em anexo o roteiro do Ronaldo... você vai se esbaldar com a galeria de tipos... no romance o autor faz uma boa descrição dos personagens, cada um + bizarro que o outro... e que assim como em o "Dom Quixote", mereceria um blog com os estudos...é isso aí.
Bira (03/05): Bira para João Antonio, que tem uma banca de livros usados na Feira dos Alfarrábios, em Campinas: "João, você tem O Ateneu quadrinizado pela Ebal? Vai ser meu próximo trabalho em quadrinhos pra Escala. E você tem um livro que o Luiz Gê ilustrou? Onde fica o Ateneu De Ivan Jaf... Se tiver e puder me emprestar, agradeço muito. Saiu entrevista comigo no jornal da PUC! Braços"

João Antonio Buhrer (03/05): João Antonio Buhrer, jornalista que também é pesquisador de caricatura e cartum: “Bira. Eu tenho a segunda e rara edição do ATENEU, do Raul Pompéia. A primeira edição saiu sem desenhos, já na segunda saiu com os desenhos do próprio escritor, que era um ilustrador extraordinário. Ele também atuou como caricaturista. Mas era mais escritor, embora suas ilustrações para o Ateneu sejam magistrais. Ninguém ilustrou sua obra melhor que ele, conheço quase todas, e posso afiançar,a melhor foi ilustrada pelo próprio RAUL. Mas vou pesquisar outros que o ilustram também. Já a edição maravilhosa da Ebal eu não tenho, também não sei se foi quadinizada na época. Abraço” (Blog do João)
Bira (03/05)
: "Beleza, meu amigo! E, na internet (aqui e aqui), descobri que O Ateneu é a primeira obra impressionista da Literatura Brasileira! 'Os elementos impressionistas evidenciam-se no trabalho da memória como fio condutor. O passado é recriado por meio de “manchas” de recordação, - daí a existência de um certo esfumaçamento da realidade, pois o internato é reconstituído por meio das impressões, mais subjetivas que objetivas, eivadas de um espírito de vingança, sofrimento e autopunição. Há quem, por isso, rotule O Ateneu de romance impressionista. Os elementos naturalistas decorrem da concepção instintiva e animalesca das personagens, cujo comportamento é determinado pela sexualidade, condição social etc. Há um certo gosto “naturalista” pelas “perversões”. É o que ocorre nas descrições de Ângela e na tensão de homossexualismo que existe nas relações de Sérgio com Sanches, Bento Alves e Egbert. Mas é um naturalismo dissidente, que nada tem a ver com o apriorismo, ou com o esquematismo, característicos dessa corrente. O doutor Cláudio, conferencista que algumas vezes pontifica no internato, e que exterioriza algumas idéias artísticas do próprio Raul Pompéia, define a arte como o processo subjetivo da 'evolução secular do instinto da espécie''."

Vilachã (04/05): “Sérgio, Já encaminhei para o Bira a quadrinização de "O Ateneu"... que como você pode ver pelos e-mails abaixo, ele abraçou com toda disposição e entusiasmo a idéia... seria interessante você acertar melhor os detalhes de prazo e etc diretamente com ele... Grande abraço.
Sérgio (05/05): “Caros... Olha só os caminhos da vidona. Bira, estamos - então - trabalhando juntos! Bacana porque daí conversamos sobre Ilíadas e quetais... Podemos conversar mais sobre o Ateneu quando julgar bom pra você. AbraçãoSergio (editor de LQB - Escala Educacional)

Bira (05/05): "E já comprei a versão integral do Raul Pompéia pra ler. Este eu não tinha lido!"
Bira (06/05): "Perfeito, Sérgio! E já comecei a ler a obra e fazer a pesquisa de imagens, criação de tipos, etc... Estou com uma pilha de meio metro na mesa (rs). Quero trabalhar as imagens com um estilo mais impressionista, já que O Ateneu é considerado a única obra no genêro no Brasil... Vamos trocar figurinhas! E assim que tiver os estudos dos personagens, penso na criação do Blog como o Vila sugeriu!"

João Antonio Buhrer (16/05): “Bira. Consegui achar O Ateneu na adaptação do Luis Jaff, que tem apenas a capa do Luis Gê. As ilustrações do miolo não tem nenhum nem do Gê nem de ninguém. Qualquer hora destas eu levo na Feira de Alfarrábios, no centro de Campinas. Abraço” João
Ronaldo Antonelli (14/05): “Caro Bira, como vai? Você já tem minhas coordenadas, se precisar de algo referente ao roteiro estou à disposição. Criei o hábito de referir os nomes de personagens por siglas para não ficar digitando repetidamente nomes compridos, mas talvez não fosse o caso do Ateneu. Se isso trouxer alguma dificuldade, dê um toque e reconverto os nomes sem problemas. Se quiser dar uma espiada em meu blog.”

Bira (29/05): "Ronaldo e Vila, seguem os estudos dos personagens. Estou terminando também os estudos do prédio dO Ateneu e a primeira página. Enviarei em breve." (Clique aqui para ver a imagem maior)
Vilachã (29/05)
: “Legal Bira, Vou acompanhar essa nova saga pelo seu blog. Abraços

Ronaldo (30/05): “Caro Bira, Legal o estudo dos personagens. O Aristarco, o Sérgio narrador e o Franco, personagens centrais, ficaram ótimos, assim como o prof. Mânlio e os inspetores Silvino e João Numa. Há alguns personagens que o Autor descreve num capítulo inicial, de apresentação, porém mal aparecem na história, como o Mata, que nem entrou no meu roteiro. Idem o Nearco da Fonseca, desenvolvido num único capítulo em que expõe seus trabalhos intelectuais, com muita falação sem ação e imagem, e que eu suprimi por não interferir na trama principal, deixando para mencioná-lo como figurante em certas passagens. Só faria dois pequenos reparos. A figura da camareira Ângela aparece ao longo do livro com traços voluptuosos típicos do gosto da época: talvez você pudesse dar uma arredondada nas ancas da moça, principalmente quando ela exibe as coxas no esvoaçar as saias, e assim por diante. O outro caso é o do Bento Alves, que goza a fama de maior forçudo da escola, tanto assim que enfrentou o jardineiro no dia do crime; seus músculos são ressaltados em diversas cenas. Mas são detalhes. Estou ansioso para acompanhar o desenvolvimento e, claro, o resultado final, que sei que ficará ótimo. Abraços

Ronaldo Antonelli (30/05): “Caro Bira, Sensacional sua idéia de postar nossa troca de comentários em seu blog (não se esqueça de me passar o endereço quando colocá-lo no ar). Para mim é que uma honra ter um roteiro artizado por você. Grande abraço.”
Bira (30/05): "Valeu pelos reparos, Ronaldo! Vou revisar Bento e Angela. Quanto aos personagens "a mais", é que eu fui desenhando conforme estava lendo a obra original. Camarada, é um prazer fazer esta dobradinha com você, que já tem tanta história... inclusive com o mano Vilachã. Ah, vou postar estes comentários no blog! Acho que seria a primeira vez em dois artistas discutem em público enquanto vão criando uma HQ!" (Aqui, os personagens reparados)

Nei Lima (03/06): “Muito legal acompanhar essa evolução do seu trabalho aqui, meu amigo Birão! Penso que todos os iniciantes ou os que querem aprender a desenhar H.Qs. deveriam acompanhar esse seu processo de trabalho. Uma espécie de making off dos quadrinhos! Fico feliz que tenha colocado o meu desenho no seu diálogo com o pessoal da produção!

 


Bira (30/05)
: "Mine Jr, adorei o teu blog sobre o Ateneu. Puxa que coincidência... eu fui convidado pela Escala para desenhar a versão em Quadrinhos!"
Roberto Toshio Mine Jr (01/06): "Boa noite, Bira Realmente uma coincidência, aliás..uma ótima coincidência ... O Ateneu foi escolhido para o TFG por ser um livro de dificil leitura para quem não possui esse hábito ... um bom trabalho e se puder, quando estiver bem encaminhado os desenhos, me manda uma mensagem para que eu possa vê-los, por favor... Abraços!!!"

E continue acompanhando as trocas de e-mails e as primeiras páginas no blog.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web