NewsLetter:
 
Pesquisa:

Fizzers, a Exposição de Caricaturas na Escócia
Por Bira Dantas
16/06/2006

Dando prosseguimento à nossa viagem pelo Reino Unido, eu, minha mulher, filha, sogra e enteada (que uniu-se à nossa troupe em Londres) nos dirigimos de trem para Edimburgo. Viagem fantástica, passamos por todas aquelas cidadezinhas de campo, com seus campos verdes e florzinhas amarelas de apertar o coração. Parecia a bandeira do Brasil... Nacionalismo à parte, tudo ia muito bem, se não fosse por um grupo de torcedores ingleses que passaram o tempo todo enchendo a cara de cerveja e gritando, colocando uns cartões na cabeça. Como diria Obelix: “Esses ingleses são loucos!”.

Chegamos na terra do herói William Wallace com um frio daqueles. Mas a cidade parecia encantada. Igrejas góticas ao lado de velhos e lindos edifícios. Parecia coisa de cinema. Nos instalamos no lindo International Guest House, na avenida Mayfeld Gardens e fizemos ótimas caminhadas até o centro, atrás de Lam Houses, sopas e whiskies. Fui ao Scottish Museum, onde pude apreciar um belíssimo acervo. E na National Gallery, vi uma exposição especial de desenhos de animais, com esboços de Goya, entre outros artistas. Lá pude apreciar pintores europeus e americanos como Van Dyck, Gainsborough, Copley, Thorvaldsen, Rodin, Kokoschka e escoceses como Ramsay e Raeburn. O museu foi construído num incrível prédio Neo-Gótico, no coração da cidade nova, no fim da Queens Street. Todos os museus estão linkados no site National Galleries of Scotland.

Mas minha maior surpresa foi descobrir que, no Scottish National Portrait Gallery estavam expondo 250 caricaturas de escoceses, feitas por seis escoceses! Além disso, no acervo principal de retratos pintados podemos encontrar algumas caricaturas feitas por Henry Mayo Bateman, Desmond Chute, William Niven, Alasdair Gray e John Byrne (não é o quadrinhista). Vejam bem: este museu não quis provar que caricatura é arte. Colocou as caricaturas na parede, em pé de igualdade com quadros pintados e emoldurados, mostrando na prática o que é respeitar o ofício do humor. Estava voltando pro hotel quando me deparei com um colega de profissão, o caricaturista de rua, Eric, a quem presenteei com um BiraZine e de quem ganhei o livro-catálogo da exposição Fizzers, famosas caras escocesas em caricatura.

No nosso último dia em Edimburgo, com chuva e tudo, corri com a família para apreciar a arte de Tommy e Chris Sommerville, Terry Anderson (que estudou na Escola de Joe Kubert), Brian Flynn, Derek Gray e Edd Travers. Apreciamos caras conhecidas como Sir Sean Connery, Rod Stewart, J.K. Rowling, Jackie Stewart, Robert Carlyle, Ewan McGregor, James Cosmo, Alex Harvey e Annie Lennox e centenas de humoristas, apresentadores de TV, escritores e músicos totalmente desconhecidos para nós. Esses seis caricaturistas fundaram, em 1999, o primeiro e único estúdio no país: o Scottish Cartoon Art Studio. Através do estúdio, oferecem serviços de caricatura (inclusive para festas e eventos), cartum, storyboards, ilustração de livro, técnica e de arquitetura. Os estilos variam do mais clássico (Derek Gray) ao mais estilizado (dos irmãos Sommerville). Mais informações nos sites Evening Times, The Herald, Scotsman.com e Times UK

Mas parece que o cartum editorial (como eles chamam a charge por lá) não é o forte entre os escoceses. Jornais como Edinburgh News, The Herald, Advertiser, Border Telegraph e Aberdeen não trazem charges ou colunas de humor. Apesar disso, há um Festival Nacional de Cartum em Ayr, só para cidadãos do Reino Unido. Há um clube de cartunistas, SCAAM, em Glasgow do qual fazem parte Colin Hamilton (de Stirling, terra do Coração Valente) e a pintora Catherine Heffernan (de Glasgow).

 Do mesmo Colunista:

Bira em Londres - o Museu do Cartum

O Sétimo Encontro Internacional de Quadrinhistas e Cartunistas na Coréia

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web