NewsLetter:
 
Pesquisa:

Mestres do Quadrinho Nacional: Álvaro de Moya
30/06/2005

Álvaro de Moya nasceu em 1930, é jornalista, professor aposentado da USP onde lecionou na ECA-Escola de Comunicação e Arte. Professor da UniFIAM - Faculdades Integradas Alcântara Machado (núcleos de Quadrinhos, Teatro, Rádio e TV). Autor dos livros Shazam! (Editora Perspectiva), História das Histórias em Quadrinhos (Editora Brasiliense), O Mundo de Disney (Geração Editorial), Anos 50/50 Anos (Opera Graphica), Vapt-Vupt (Clemente & Gramani Editora), Literatura Brasileira em Quadrinhos - ao lado de Moacy Cirne - e TV Excelsior - Gloria in Excelsior (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo).

Roteirista, produtor e diretor de cinema e TV. Desenhou os letreiros de apresentação da TV Tupi no dia de sua inauguração em 18 de setembro de 1950. Foi diretor da TV Paulista e da TV Excelsior (1960), onde criou o Cinema em Casa, ambas de São Paulo; inaugurou a TV Bandeirantes em 1967; nos anos 1980, na mesma emissora, produziu a telenovela Os Imigrantes, e foi diretor de criação da Rede Tupi. Nos EUA trabalhou na CBS-TV. Vice-Presidente da Pró-TV (Associação dos Pioneiros da Televisão).

No cinema, foi co-roteirista de Conceição e cenógrafo de Arara Vermelha. Recebeu o Prêmio Fábio Prado da UBE com o roteiro de O Goleiro. Foi programador do Cine Marachá de 1970 a 1977, onde criou as "sessões malditas". Atuou como assessor de diretoria da Empresa Cinematográfica Haway.

Como chargista e ilustrador foi colaborador dos jornais O Tempo, Jornal da Tarde, Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. Pioneiro do estudo das Histórias em Quadrinhos, organizou a 1ª Exposição Internacional de Histórias em Quadrinhos (1951) no Centro de Cultura e Progresso em São Paulo. Desenhou as versões de A Marcha, de Afonso Schmidt (Edições Maravilhosas, da EBAL - Editora Brasil América), Zumbi e Macbeth para a Clássicos de Terror. Conferencista em Buenos Aires, Nova Iorque, Roma, Lucca e Paris. Chefiou as delegações brasileiras aos congressos de "comics" na Itália, de 1966 a 1998. Desenhista "fantasma" de Walt Disney, para a Editora Abril (1952). Membro do Conselho do International Museum of Cartoon Art, de Boca Raton (EUA).

Criou e apresentou o Cinemúsica na Rádio Cultura FM (1993).

Correspondente da revista WittyWorld (EUA) e da Latin American Studies, editada pela Universidade do Novo México (EUA). Colaborador da Revista ABIGRAF e de enciclopédias editadas na Espanha, Estados Unidos, França e Itália. Uma das mais importantes é a World Encyclopedia of Comics and World Encyclopedia of Cartoons, organizada por Maurice Horn. Ex-diretor internacional da Mauricio de Sousa Produções.

Organizou os eventos I EPA Super-Heróis Comic Con - 1º Encontro Internacional de "Comics" na Escola Panamericana de Arte (1994) e Quadrinhos Quadro a Quadro (SESC-Consolação - 1999). É o idealizador das gibitecas Henfil e SESI/Fiesp. Foi o único brasileiro escolhido pela Universidade La Sapienza, de Roma, para determinar a data do centenário dos Quadrinhos.

Bibliografia: História da História em Quadrinhos (Editora Brasiliense, 2ª Edição, 1993); O Mundo de Disney (Geração Editorial, 1996); 50 Anos de TV no Brasil, organizado por J. B. de Oliveira Sobrinho, o Boni (Editora Globo, 2000); Anos 50/50 Anos (Editora Opera Graphica, 2001); Vapt-Vupt (Clemente & Gramani Editora, 2003); TV Excelsior - Gloria in Excelsior (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004).

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web